Passar para o Conteúdo Principal

Cronologia

1362: No dia 24 de novembro, é concedida, por D. Pedro I, carta de elevação de Sines a vila.

1364: É criado o concelho de Sines. Incluía as atuais freguesias de Sines, Porto Côvo, Colos, Vila Nova de Milfontes e Cercal.

1469: Nasce o navegador Vasco da Gama (data possível).

1486: O Rei D. João II cria o concelho de Vila Nova de Milfontes, que incluía o Cercal, destacando-o de Sines.

1497-1499: Viagem de Vasco da Gama à Índia.

1499: O rei D. Manuel I cria o concelho de Colos, destacando-o de Sines.

1512: Sines recebe foral manuelino (D. Manuel I).

1524: Vasco da Gama morre, na Índia.

1621: Descrição de Alexandre Massai da calheta de Sines e do grande projeto do porto oceânico do Pessegueiro.

1755: Grande terramoto e maremoto em Portugal. Causa estragos nas fortificações e monumentos religiosos de Sines.

1758: O Duque de Aveiro é condenado à morte. O senhorio de Sines regressa à Coroa.

1781: Início dos planos e estudos para melhoria do Porto de Sines, com Diogo Correia da Mota e João Gabriel Dechermont.

1808-1811: Invasões Francesas. Sines é porto de entrada de tropas britânicas.

1832: Luís da Silva é nomeado primeiro juiz da vintena em Porto Covo.

1833: A Câmara de Sines aclama a Rainha D. Maria II, a rainha da Regeneração. Epidemia de cólera.

1834: Dom Miguel parte de Sines para o exílio.

1839: A Câmara Municipal de Sines cria a feira anual no dia 4 de setembro, em São Marcos, e um mercado semanal aos domingos e feriados na Praça (atual Praça Tomás Ribeiro).

1855: No dia 26 de dezembro, o município é extinto e integrado em Santiago do Cacém como freguesia de São Salvador.

1856: Abre o atual cemitério da cidade.

1856: Início do ensino primário oficial em Sines, só para rapazes.

1858: Um sismo atingiu Sines, Santo André e Santiago, danificando vários edifícios. Durou 30 segundos.

1872: É inaugurado o serviço de telégrafo.

1878: No dia 19 de abril, João Daniel de Sines morre, em Lisboa.

1880: É construído o farol.

1899: Ciclone em Sines.

1902: O iate Amélia, onde seguia viagem o Rei D. Carlos, fundeia em Sines.

1909: Primeiro animatógrafo em Sines.

1912: Organiza-se a Festa da Árvore em Sines.

1913: Forma-se o Centro Recreativo Sineense.

1914: Restauração do concelho de Sines. Manuel Farelo é o primeiro presidente da Câmara. Início da Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

1916: No dia 30 de dezembro, a escritora Cláudia de Campos morre, em Lisboa.

1918: A Liga Operária Sineense defende o operariado em matérias de abastecimento alimentar e nas questões salariais.

1924: É colocada a primeira pedra num monumento dedicado a Vasco da Gama nos Penedos da Índia, que não chega a ser edificado.

1930 (década): O serviço telefónico é inaugurado, com dois telefones nos Correios e um terceiro no farol.

1930 (década): O ensino primário estende-se a todo o concelho.

1933: Início da instalação de luz elétrica no centro urbano de Sines.

1936: No dia 14 de setembro, vindo do Barreiro, o comboio chega a Sines pela primeira vez. Ver vídeo do evento

1940: Início da construção do depósito da água e dos trabalhos de canalização na vila.

1941: Ciclone em Sines, destrói várias edificações.

1943: É fundada a Associação de Bombeiros Voluntários de Sines.

1944: Entra em funcionamento a rede de abastecimento de água na vila. Inclui somente o atual centro histórico.

1949: Entrega das quatro salas da Escola Primária de Sines, em janeiro.

1949: Inauguração do asilo, escola e creche no antigo Sanatório Pratz, no dia 9 de fevereiro.

1949: Naufrágio da lancha de fiscalização Fataça.

1949: Inauguração dos espetáculos cinematográficos na Esplanada Alentejana, no dia 29 de agosto.

1950: Inauguração do Bairro dos Pescadores em 20 de julho de 1950.

1951: Os temporais de inverno destroem barcos abrigados na calheta.

1951: Início da construção da rede de esgotos em Sines.

1952: Inauguração do Grémio da Lavoura.

1957: Entra em funcionamento a rede de saneamento, centrada no atual centro histórico.

1957: Início do abastecimento de água canalizada a Porto Covo.

1961: Construção do Campo de Aviação de São Torpes.

1963: Abertura oficial do Parque de Campismo em 1 de julho, embora tivesse aberto provisoriamente em 1961.

1964: Início da instalação de luz elétrica na aldeia de Porto Covo.

1966: Início do funcionamento do ensino preparatório através de um posto da telescola.

1971: O Decreto-Lei nº 270/71 de 19 de junho cria o Gabinete da Área de Sines.

1972: Anúncio da abertura do concurso para a construção de 209 fogos na Zona de Expansão de Sines (1973/03/15).

1972: Abertura dos primeiros concursos para a execução de empreitadas na Área de Sines, no dia 20 de abril.

1972: Aprovação do Plano Geral da Área de Sines em 30 de novembro.

1972: Constituição da Companhia Nacional Petroquímica, pela Petrosul.

1973: O Decreto n.º 370/73 prorroga por mais um ano as competências do Gabinete da Área de Sines no que respeita ao licenciamento de obras particulares e urbanismo.

1973: Anúncio da abertura do concurso para a empreitada da construção da Estação de Tratamento de Águas Residuais (1973/11/15).

1974: Revolução do 25 de Abril em Portugal. É eleita a Comissão Administrativa da Câmara Municipal de Sines no Campo da Bola.

1974: Forma-se a Comissão de Redenção do Povo de Sines.

1975: A Câmara Municipal de Sines informa o GAS, no dia 10 de janeiro, que cessa a colaboração com a mesma entidade enquanto a competência da Câmara em matéria de licenciamento de obras e urbanismo.

1975: É eleita a Comissão Instaladora do Instituto de Obras Sociais no dia 29 de janeiro.

1975: Criação do Grupo de Trabalho para a Informação da População Residente no dia 7 de fevereiro.

1975: O licenciamento das obras particulares regressa à competência das Câmaras Municipais de Sines e Santiago do Cacém, de acordo com o Decreto-Lei n.º 93/75 de 28 de fevereiro.

1975: Criação da Divisão de Apoio aos Municípios, no Gabinete da Área de Sines, decorrente do Decreto-Lei n.º 93/75.

1975: A população de Sines ameaça ocupar a sede do Gabinete da Área de Sines, a qual funciona nos Paços do Concelho, no dia 5 de abril. Em reunião com a Comissão Administrativa decide-se dar tempo ao IV Governo Provisório para resolver o problema.

1975: O Gabinete da Área de Sines tinha já prontos os 52 fogos e os 50 fogos em Sines.

1975: O infantário do Instituto de Obras Sociais começa a funcionar no dia 19 de maio.

1975: Eleição das primeiras 11 comissões de Moradores do Concelho de Sines, no dia 21 de junho.

1975: Segunda Assembleia Popular. Legalização da Cooperativa Agrícola Alvorada de Morgavel.

1976: No dia 12 de dezembro, têm lugar as primeiras eleições democráticas para o poder local.

1978: A refinaria e o porto industrial de Sines começam a operar.

1978: Toma posse a primeira Câmara Municipal eleita desde 1926.

1978: Uma sucessão de temporais destrói o molhe oeste.

1978: Extinção da Feira de Outubro.

1978: Instalação de um parque infantil no Instituto de Obras Sociais.

1979: Constituição da Comissão para Estudo do Porto de Pesca, a qual integra o Sindicato dos Pescadores, a união de Sindicatos de Sines e Santiago, a Câmara Municipal de Sines e os Armadores.

1979: Reabertura do Hospital no dia 16 de julho de 1979.

1980: A Câmara Municipal de Sines embarga as obras da Central Termoelétrica no dia 8 de setembro.

1981: Abertura do Centro de Atividades para os Tempos Livres.

1981: Aprisionamento do pesqueiro "Sarita”.

1981: O pescador Celestino de Sousa Custódio morre num tiroteio sobre o pesqueiro Porto Céu na Costa de Marrocos.

1981: Extinção do posto da Guarda Nacional Republicana, situado no Castelo.

1981: Inauguração do Mercado Municipal no dia 20 de dezembro.

1981: Constituição da CARBOGAL.

1982: No dia 28 de maio, Sines realiza a primeira "Greve Verde" do país. Bloqueio do Porto Industrial em 8 de junho.

1982: Inauguração da sede da Sociedade Musical União Recreio e Sport Sineense no dia 1 de maio.

1982: Início do funcionamento da Estação de Tratamento de Águas Residuais no dia 15 de Junho.

1983: São detetadas manchas de óleo no mar em Julho, as quais provocam queimaduras em alguns banhistas.

1984: É criada a freguesia de Porto Covo.

1984: Os citricultores de Santiago do Cacém queixam-se da destruição provocada nos seus pomares pela poluição atmosférica.

1984: Início do funcionamento da central térmica em Sines.

1984: A Comissão de Gestão do Ar entra em funcionamento.

1986: Criação da Área de Paisagem Protegida do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

1986: Extinção da Companhia Nacional Petroquímica.

1986: Inauguração do Jardim Infantil Capuchinho Vermelho no dia 31 de setembro.

1987: O feriado municipal é transferido para 24 de novembro.

1987: Primeiro Encontro Sobre o Complexo de Sines.

1987: Derrame do petroleiro Nisa.

1987: Plano Geral de Urbanização do Porto Covo.

1988: Acidente no Porto de Sines, no dia 27 de junho.

1988: Criação do Serviço Municipal de Proteção Civil.

1989: Acidente com o petroleiro Marão.

1989: É publicado o Decreto-Lei n.º 228/89 de 17 de Julho, o qual extingue o Gabinete da Área de Sines.

1990-1993: As autarquias de Sines opõem-se à instalação de uma unidade incineradora de resíduos no concelho.

1990: Derrame de crude em maio.

1991: A Câmara Municipal participa na Sociedade de Promoção e Gestão da Plataforma Industrial – Sines, uma das organizações sucessoras do Gabinete da Área de Sines.

1993: É criada a Escola Secundária de Sines. As atuais instalações começarão a funcionar no ano letivo 1995/1996.

1993: Reconfiguração da Refinaria de Sines.

1994: Inauguração do porto de pesca.

1997: No dia 13 de junho, o poeta Al Berto morre, em Lisboa.

1997: No dia 12 de julho, a vila de Sines é elevada a cidade.

1999: Realiza-se, em agosto, a primeira edição do Festival Músicas do Mundo

2004: O novo terminal de contentores, Terminal XXI, começa a operar no dia 31 de maio.

2004: O Terminal de Gás Natural é inaugurado oficialmente no dia 20 de abril.

2005: No dia 16 de julho, é inaugurada a Piscina Municipal de Sines Carlos Manafaia.

2005: No dia 20 de agosto, é inaugurada a nova Biblioteca Municipal, e no dia 26 de novembro, todo o Centro de Artes de Sines, com a presença do primeiro-ministro, José Sócrates.

2008: No dia 24 de novembro, com a presença do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, é inaugurado o Museu de Sines | Casa de Vasco da Gama. Ver vídeo do evento

2009: No dia 12 de setembro, é inaugurada a Escola Básica n.º 3 de Sines

2012: No dia 7 de janeiro, é inaugurada a nova Escola Básica n.º 1 de Sines

2013: No dia 8 de junho, é inaugurada a nova Escola Básica de Porto Covo

2013: No dia 20 de julho, é inaugurada a nova sede da Escola das Artes do Alentejo Litoral

2013: No dia 14 de setembro, é inaugurado o Pavilhão Multiusos de Sines. 

2013: É inaugurada a terceira refinaria da Galp Energia.