Passar para o Conteúdo Principal

Historial e distinções

Historial e Distinções

Historial

Novembro de 1999: A Câmara Municipal de Sines adjudica ao Atelier Aires Mateus & Associados o estudo prévio e o projeto de arquitetura da Biblioteca / Centro de Artes, arrancando formalmente o projeto do Centro de Artes de Sines.

Março / abril de 2001: Em março de 2001, inicia-se o desmantelamento e demolição do Cineteatro Vasco da Gama e de estruturas adjacentes, necessária para a construção do novo equipamento. No mês seguinte, Câmara e Ministério da Cultura – Instituto Português do Livro e da Biblioteca assinam o protocolo para cofinanciamento e integração da nova biblioteca de Sines na Rede Nacional de Bibliotecas Públicas.

Verão de 2001: A empresa Luseca começa a executar a 1.ª fase da obra – escavação geral, contenção periférica e desvio de infraestruturas, concluindo a obra um ano depois.

Janeiro de 2004: inicia-se a construção do edifício, empreitada adjudicada à empresa Alberto Martins Mesquita & Filhos, responsável pela construção do Pavilhão Atlântico e da Casa da Música, entre outros edifícios de referência da arquitetura contemporânea portuguesa.

20 de agosto de 2005: É inaugurado o primeiro espaço do Centro de Artes, a nova Biblioteca Municipal de Sines.

26 de novembro de 2005: É inaugurado o Centro de Exposições – com uma exposição resultante de uma residência da pintora Graça Morais em Sines – e o Auditório, com o Bernardo Sassetti Trio2.

Janeiro de 2006: Tem início a programação regular do Centro de Artes de Sines

Distinções

  • Finalista Prémio Mies van der Rohe 2007
  • Prémios AICA/MC: Arquitetura 2005
  • Menção honrosa dos Prémios Instituto do Turismo de Portugal 2005 – Cat. Obra
  • Prémio Enor 2006
  • Prémio ContractAward – Cat. Educação
  • Nomeação Prémios FAD’06
  • Nomeação Prémio de Melhor Obra Ibero-Americana de Arquitetura e Urbanismo 2006
  • Considerado um dos 10 melhores edifícios portugueses da primeira década do séc. XXI pelo jornal Expresso (2009-12-31)