Passar para o Conteúdo Principal

Castelo de Sines

Castelo de Sines

História

O Castelo de Sines é uma fortaleza medieval construída sobre um ponto da falésia com sucessivas ocupações desde o Paleolítico, de grande utilidade defensiva e, hoje, um dos melhores miradouros para a baía.

No século XIV, o pequeno povoado burguês de Sines reivindica junto do rei Dom Pedro I a autonomia administrativa em relação a Santiago do Cacém. O monarca, interessado na importância estratégica da terra na proteção desta zona de costa em relação aos corsários, concede foral a Sines. Mas com uma condição: a construção de uma cerca defensiva.

O castelo é construído durante a primeira metade do século XV. A sua área é relativamente pequena, meio hectare, o que pode justificar-se pelo facto de na altura em que o castelo é construído a povoação ocupar já uma área demasiado grande para ser totalmente cercada.

O mais famoso dos alcaides de Sines foi Estêvão da Gama, pai de Vasco da Gama, que fez obras na fortaleza. Admitindo que Estêvão já ocupava esse posto em 1469, ano provável de nascimento do navegador, este deve ser o local de nascimento de Vasco da Gama.

O castelo foi objeto de obras de restauro, completadas em novembro de 2008, em simultâneo com a inauguração do núcleo sede do Museu de Sines e Casa de Vasco da Gama.

É Monumento de Interesse Público desde 1933 (decreto n.º 22737 de 24 de junho).

Visitar

Pode visitar o Castelo no horário do Museu de Sines.

Utilizar

O Castelo pode ser cedido para iniciativas de entidades públicas e privadas. Está dotado de iluminação exterior por meio de projetores instalados nas muralhas, calhas para passar cabos, quadros elétricos e corrente trifásica e ligação telefónica, incluindo linha RDIS. Dispõe de instalações sanitárias, duas para homens, duas para senhoras, uma para pessoas com mobilidade condicionada e uma para pessoal.

Dentro do Castelo encontramos espaços vocacionados para iniciativas distintas:

Terreiro: Com 3.600 m², ligeiramente inclinado em anfiteatro natural, é uma grande sala de espetáculos ao lar livre de Sines. Para além do FMM, realizam-se aqui feiras e eventos para crianças.

Quintal do Governador: Área contígua ao terreiro, vedada, com 490 m² possibilita a realização de eventos de menor dimensão, ou serve como área completar aos eventos a decorrer no terreiro. Tem acesso partir do terreiro ou do piso 2 do Museu.

Para solicitar a cedência do Castelo, contacte o Gabinete de Apoio à Presidência e Vereação.

Mais informação

Recomenda-se a leitura dos textos "Sines no Trânsito da Época Medieval para a Moderna", de António Martins Quarema, e "Para uma Arqueologia do Castelo de Sines", de Carlos Tavares da Silva / Joaquina Soares, ambos incluídos no livro "Da Ocidental Praia Lusitana", disponível na Biblioteca Municipal de Sines.