Passar para o Conteúdo Principal

Carlos Manafaia

Carlos ManafaiaProfessor, caçador submarino, autarca e deputado, Carlos Manafaia foi um dos sinienses mais reconhecidos da segunda metade do século XX.

Da escola para os fundos do mar

Carlos Manafaia nasceu na Lagoa de Santo André a 1 de maio de 1931, mas foi em Sines que cresceu e que passou a maior parte da sua vida. Aos 13 anos entrou no liceu e em 1956 obteve o curso de Magistério Primário.

Após a formatura, lecionou em Brescos, obtendo, pouco tempo depois, transferência para Sines, onde também ocupou, mais tarde, o cargo de delegado escolar. O ano de 1956 marca ainda a sua estreia na prática desportiva da caça submarina. Em 1957 casou com uma colega de curso, a siniense Maria dos Ramos Ferreira Soares, com quem teve dois filhos.

Com entusiasmo abraçou o ensino como uma causa sua. Porém, os anos não se mostravam propícios à mudança e o desejo de uma escola aberta não era ainda concretizável. Oito anos depois de ter começado a lecionar abandonou a sua carreira e dedicou-se, com mais tempo, à caça submarina.

Carlos Manafaia iniciou a prática desportiva da caça submarina no Clube Milionários da Figueirinha, mas foi pelo Vasco da Gama Atlético Clube (que ajudou a formar com a fusão das equipas locais, Nacional e Lusitano) que se veio a afirmar como grande talento na modalidade.

Nos 12 anos em que competiu participou em nove campeonatos e foi campeão nacional por seis vezes. Chegou ainda a ser internacional em campeonatos da Europa e do Mundo, onde atingiu excelentes classificações. Pelos serviços prestados ao desporto recebeu, da Federação Francesa de Estudos e do Desporto Sous-Marins, a Medalha d´Honneur Fédéral e, da Câmara Municipal de Sines, a Medalha de Mérito Desportivo Municipal Dourada.

Autarca e deputado

Decorria o ano de 1965 quando Carlos Manafaia foi nomeado, pelo Governo Civil, Presidente da Câmara Municipal de Sines. Exerceu a função apenas durante dois anos, já que, em 1967 pediu a exoneração do cargo.

O ano de 1971 marcou o afastamento de Carlos Manafaia das competições desportivas. Um ano mais tarde deixa também o lugar de Despachante Oficial, que entretanto havia ocupado.

A chegada da Revolução de Abril permitiu ao professor partilhar os seus conhecimentos e a sua vontade de entrega, com os homens do mar. Por volta de 1976 ajudou a formar a Cooperativa de Pesca “Estrela da Liberdade”, onde trabalhou e onde lutou pelos direitos da classe. Foi escolhido para representar a classe piscatória na Assembleia da República, como deputado nas listas do PCP.

O professor Carlos Manafaia foi, ainda, um dos grandes impulsionadores da Greve Verde, em 1982. Mais tarde, entre 1990 e 1992, no seguimento de um projeto de pesca do atum, patrocinado pelo FAO, o professor desempenhou as funções de técnico de pescas em Moçambique.

Carlos Manafaia faleceu em fevereiro de 1994, vítima de doença prolongada.